Girolando é produtividade com rusticidade

As novilhas Girolandas produzidas no Rancho do Bom Jesus, são rusticas e apresentam produção superior a 22 l/dia de leite

Nosso sistema é simples, as novilhas são criadas a pasto e mamam cerca de 04 litros ao dia, além do leite,  recebem complementação com ração balanceada, feno e mineral a vontade. Nosso objetivo é produzir novilhas que vão acrescentar ao nosso rebanho, volume de leite com rusticidade para enfrentar o manejo a campo com bom  custo beneficio.

 

Published in: on julho 21, 2011 at 7:19 pm  Deixe um comentário  

Canal Rural investe no Quarto de Milha

O Canal Rural que tradicionalmente da 100% de cobertura a raça do Cavalo Crioulo, reconhecendo a força do QM no Brasil, lançou o um portal para relacionamento com os Quartistas, confira: O garanão icone da raça QM http://www.circuitodoquartodemilha.com.br

Published in: on julho 21, 2011 at 6:00 pm  Deixe um comentário  

Girolando registra animais no Canadá

A raça girolando, genuinamente brasileira, terá seu primeiro registro internacional. O superintendente Técnico da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Leandro Paiva, está em Calgary, no Canadá, para efetuar esta semana o registro genealógico de quatro machos e uma fêmea, nascidos naquele país. Os embriões que deram origem a esses exemplares foram produzidos no Brasil, a partir de acasalamentos feitos com material genético das vacas Grenda das Três Passagens e Engraçada Twist das Três Passagens e do touro Caxi OG.

Os embriões foram enviados há quarto anos à matriz da central de inseminação Alta Genetics.Hoje, os bovinos têm cerca de dois anos. Agora, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou a associação a efetuar o registro internacional. “A procura pelo sêmen da raça tem crescido significativamente nos últimos anos. As fêmeas atingem boa produção de leite a pasto e são bastante resistentes a parasitas. Tudo isso contribui para tornar o custo de produção baixo”, diz Leandro Paiva.

A iniciativa faz parte de uma estratégia para impulsionar a exportação da genética brasileira. “O Canadá é um país que tem protocolo sanitário com quase todos os países, o que vai permitir a comercialização do material genético desses animais para localidades onde o Brasil não consegue exportar”, explica Heverardo Rezende de Carvalho, diretor da Alta. A unidade brasileira da central está representada na viagem pelo gerente Luiz Alfredo Deragon. Com essa iniciativa, a central pretende divulgar a raça para países que ainda não criam Girolando. “Para ter o interesse desses países, será preciso mostrar a eles as potencialidades da raça para a produção de leite. Os principais alvos serão aqueles localizados nas regiões de clima tropical ou subtropical”, destaca Carvalho.

As informações são do Jornal de Uberaba (MG), adaptadas pela Equipe MilkPoint.

Published in: on julho 21, 2011 at 5:06 pm  Deixe um comentário  
Tags: